Galaxy A13 é bom? Vale a pena? Análise/Review/Ficha Técnica

O Galaxy A13 é mais um dos smartphones de entrada da Samsung e o modelo tem o objetivo de atender quem precisa de um celular barato e confiável. Mas será que vale a pena comprar? Saiba tudo!

🛒Compre mais BARATO agora: clique aqui!

🔴 Confira o preço nas Americanas: clique aqui!

📷 Siga-nos no Instagram para promoções, suporte e notícias: clique aqui!

Pontos Positivos

O A13 segue a mesma linha de design de outros aparelhos da Samsung. Na parte frontal, vemos o característico notch em formato de gota e uma borda abaixo do display, já atrás, está somente o módulo de câmeras. O aparelho é construído em uma peça única de plástico brilhante que apesar de simples, deixa a aparência do dispositivo bastante bonita. Dos lados, estão os botões de volume, a gavetinha para chips e o botão power, que abriga o leitor de digitais. O sensor tem uma boa velocidade e apesar de falhar em algumas ocasiões, funciona bem na maior parte do tempo. O aparelho tem um bom encaixe nas mãos e o uso é confortável, mesmo por longos períodos.   

A tela de 6.6 polegadas do A13 é do tipo TFT LCD e possui resolução de Full HD+ de 1080 x 2408 pixels e taxa de atualização de 60 Hz. A qualidade do display do aparelho surpreende, pois o modelo apresenta um bom nível de brilho, ótimos ângulos de visão e cores fortes. É claro que não dá pra comparar com modelos mais caros, mas considerando a sua faixa de preço, a tela é muito competente. 

O modelo também se sai bem no quesito sonoro. O A13 conta com um alto-falante mono, que mesmo sendo básico, possui um bom volume e frequências equilibradas. 

Debaixo do capô, o A13 funciona com o processador Exynos 850 da Samsung, que roda com 4GB de RAM. A configuração dá poder de fogo suficiente para fazer as tarefas do dia a dia e por isso, aplicativos de redes sociais, entretenimento, ferramentas de trabalho, apps bancários, etc, funcionam sem problemas. Ao entrar nos aplicativos, dá pra notar alguns pequenos engasgos, mas depois tudo funciona corretamente. O multitarefas também não é dos mais rápidos, mas de forma geral, a velocidade é decente e existe ainda o recurso RAM Plus, que aumenta a memória RAM para melhorar o desempenho. Por isso, usuários básicos serão bem atendidos pelo modelo. Em jogos, títulos leves como Stumble Guys e 8 Ball Pool, rodam de forma satisfatória, mas títulos mais pesados como eFootball e Asphalt são executados com gráficos no mínimo. O FreeFire roda liso com gráficos no médio. 

O Galaxy A13 já sai de fábrica com o Android 12, rodando a interface One UI 4.1 Core. A versão Core foi desenvolvida para aparelhos mais simples e tem menos recursos. Porém, felizmente as principais funções do sistema estão presentes, como a navegação por gestos, a possibilidade mudar a paleta de cores, o modo de tela dividida e os apps em janela pop-up. A Samsung também deve atualizar o dispositivo daqui há algum tempo. 

O smartphone conta com quatro câmeras traseiras, de 50, 5, 2 e 2 megapixels. O sensor principal faz bons registros, capturando imagens com boa nitidez e muitos detalhes. O pós-processamento acaba saturando as cores, mas caso você não goste, dá pra alterar essa configuração em editores de foto. A câmera ultrawide faz fotos razoáveis, mas com ângulos de visão amplos. Os outros sensores são macro e de profundidade, que são mais simples, mas atendem bem na maioria das vezes. A câmera frontal é de 8 megapixels e consegue fazer boas fotos, desde que haja uma boa iluminação no local. O A13 grava ainda em Full HD a 30 FPS. 

Continua depois da publicidade. 

A bateria do A13 é de 5.000 mAh e oferece uma ótima autonomia. Em uso leve, dá pra chegar a um dia e meio de utilização, enquanto em uso moderado, assistindo vídeos e rolando por redes sociais, é possível chegar até a noite com carga. Em uso intenso e contínuo, o tempo médio é de 15 horas. Na caixa, encontramos um carregador de 15W que abastece o aparelho em duas horas e trinta minutos. 

No mais, o A13 possui Wi-Fi AC, com suporte a redes de 2.4 e 5 Ghz, Bluetooth 5.0, USB tipo C, GPS completo e a gavetinha aceita dois chips mais um cartão de memória.  

Pontos Negativos

Assim como os outros celulares da família, o A13 não vem com fone de ouvido ou capinhas na caixa, obrigando o usuário a comprá-los à parte. 

O alto-falante fornece uma boa qualidade sonora, mas por estar em uma localização ruim, é facilmente tapado durante o manuseio. 

Além disso, durante o uso da interface, notamos mais travadas do que gostaríamos, o que pode indicar uma falta de otimização do sistema. Torcemos que updates resolvam este problema. 

Mas pra concluir, será que o Galaxy A13 vale a pena? O novo smartphone básico da coreana veio com boas novidades em relação ao seu antecessor. De forma geral, o A13 oferece ao usuário uma ótima bateria, tela de boa qualidade, câmeras eficientes e desempenho competente para o dia a dia, o que faz dele uma boa escolha para quem precisa do básico. Porém, atualmente, o aparelho só faz sentido se estiver com preços entre R$ 1.000 a R$ 1.300. 

🛒Compre mais BARATO agora: clique aqui!

🔴 Confira o preço nas Americanas: clique aqui!

📷 Siga-nos no Instagram para promoções, suporte e notícias: clique aqui!

Mais Sobre

  • Sistema operacional: Android 12 Samsung One UI 4.1. 
  • Dimensões: 165.1 x 76.4 x 8.8 mm. 
  • Peso: 195 gramas. 
  • Processador: SAMSUNG Exynos 850. 
  • RAM: 4GB. 
  • Memória: 128GB ou 32GB. 
  • Memória Expansível: até 1024 GB com cartão SD. 
  • Tela: 6.6 TFT de LCD. 
  • FPS: 60 Hz. 
  • Resolução: 1080 x 2408 pixel Full HD+. 
  • Câmeras Traseira: 50 Mp + 5 Mp + 2 Mp + 2 Mp. 
  • Câmera Frontal: 8 Mp F 2.2. 
  • Gravação de vídeo: Ful HD a 30 FPS. 
  • USB: Type-C 2.0. 
  • GPS: A-GPS/GLONASS/BeiDou/Galileo. 
  • Bateria: 5000 mAh. 

Redação EB

Compartilhamos ideias sobre produtos e serviços da forma mais simples pra você! :)

Postagem Anterior Próxima Postagem