Lenovo Tab M9 é bom? Vale a pena? Análise/Review

Lenovo Tab M9

O mercado nacional de tablets de entrada ganhou mais um competidor. Trata-se do Lenovo Tab M9. Mas será que vale a pena? Veja os pontos positivos e negativos neste artigo! 

🟡 Compre no Mercado Livre: clique aqui!

🟣 Compre no Carrefour: clique aqui!

🟠 Compre nas Casas Bahia: clique aqui!

🔵 Compre no Magazine Luíza: clique aqui!

Pontos Positivos

Mesmo custando pouco, o M9 não tem uma construção básica demais. Pelo contrário. O aparelho é feito em alumínio e isso passa uma sensação de robustez e sofisticação. Na traseira, temos o sensor de câmera, a logo da Lenovo e alguns desenhos geométricos na carcaça. Algo que chama a atenção, é que o tablet é bem leve e fino, tendo um transporte facilitado. Além disso, a entrada P2 foi mantida, o que é excelente. 

Lenovo Tab M9

A tela de 9 polegadas possui resolução HD de 1340 x 800 pixels e taxa de atualização de 60 Hz. As configurações não impressionam, mas mesmo assim, temos um display com nível de brilho aceitável, amplos ângulos de visão e boa quantidade de cores. Então, servirá bem para usuários pouco exigentes. 

Já o áudio é estéreo, com certificação Dolby Atmos e tem uma ótima qualidade, com frequências equilibradas e bem definidas.  

Por dentro, o M9 conta com o chip MediaTek Helio G80 e a memória RAM é de 4GB. Este processador já é um pouco antigo, mas felizmente, a Lenovo fez uma boa otimização no sistema. Com isso, conseguimos usar apps de estudo, ferramentas de edição de fotos, leitores de PDF, apps de edição de documentos, etc. É claro que a abertura e a troca entre apps não é das mais rápidas, mas mesmo com as configurações bem básicas, ainda conseguimos fazer as atividades do dia a dia. No entanto, por causa da pouca RAM, não dá pra fazer várias tarefas ao mesmo tempo, sendo indicado apenas para usar dois ou três apps por vocês. O desempenho em jogos é mediano. Games simples como Subway Surfers roda liso. Roblox rodou com alguns travamentos, Free Fire funcionou liso no alto, Asphalt 9 e FIFA rodam com gráficos no mínimo e Genshin Impact tem um desempenho bem ruim, mesmo com gráficos no muito baixo.  

O Tab M9 chegou até nós com o Android 12 quase puro, com poucas personalizações. Após algum tempo, o aparelho recebeu uma atualização, que deixou o software mais completo, com os recursos de tela dividida, janela flutuante, barra contínua que permite acesso rápido a aplicativos, espaço Kids para crianças, etc. Além disso, a Lenovo promete 3 anos de atualizações de segurança. 

Continua depois da publicidade. 

Na caixa, não é enviado nenhum acessório. No entanto, por ter Bluetooth e entrada USB-C, dá para usar teclados, mouses, HDs externos e mais. Também encontramos uma capa oficial da Lenovo no site oficial, que permite proteger o aparelho e usá-lo de forma mais confortável na mesa. Quanto ao uso de canetas, dá pra usar aquelas genéricas que possuem ponta de borracha, mas a integração com o sistema não é das melhores, por isso, indicamos apenas para uso casual. 

A bateria não é muito grande e tem 5.100 mAh. No entanto, por causa da tela básica e do processador mais simples, em uso leve, lendo livros, navegando por redes sociais, o tempo de uso foi de 8 horas, uma marca ok. Em uso intenso, jogando e assistindo vídeos com o brilho da tela no máximo, a autonomia caiu para 5 horas. 

No mais, o M9 possui USB-C, Bluetooth 5.1, Wi-Fi de 2.4 e 5 Ghz e entrada para cartão SD. 

Pontos Negativos

O carregador tem apenas 10W e por isso, é preciso esperar mais de 2 horas para que o aparelho esteja completamente abastecido. Não há informações sobre ele aguentar um carregamento mais rápido. 

Além disso, o espaço de armazenamento de apenas 64GB impede que muitos apps sejam instalados. Então, é ideal manter arquivos em um cartão SD e baixar apenas aplicativos essenciais. E como dito antes, a memória RAM é bem limitada. 

Por fim, a câmera frontal de 2 Mp é muito básica. Ela serve bem para videochamadas em locais bem iluminados, mas a noite, a qualidade cai bastante. O sensor de 8 Mp também é um quebra-galho e funciona para fotos casuais e escaneamento de documentos. 

Mas no fim, será que o Lenovo Tab M9 vale a pena? O aparelho é bem simples e por isso, indicamos para quem precisa de um tablet barato para ler PDFs ou livros digitais, fazer trabalhos escolares, assistir vídeo aulas e consumir conteúdos. Para uma performance melhor, é preciso investir um pouco mais e pegar dispositivos mais potentes. E para comprar o M9 pelo menor valor e com segurança, utilize os links que deixamos na descrição e no primeiro comentário fixo, não perca. 

🟡 Compre no Mercado Livre: clique aqui!

🟣 Compre no Carrefour: clique aqui!

🟠 Compre nas Casas Bahia: clique aqui!

🔵 Compre no Magazine Luíza: clique aqui!

Mais Sobre o Tab M9

  • Sistema: Android 12. 
  • Dimensões: 215.43 x 136.76 x 7.99 mm.
  • Peso: 344g. 
  • Processador: Helio G80 MediaTek. 
  • RAM: 4GB. 
  • Memória: 64GB. 
  • Tela: IPS LCD de 9 polegadas.
  • Resolução: 800 x 1340 pixel.
  • FPS: 60 Hz. 
  • Câmeras Traseiras e Frontal: 8 e 2 Mp. 
  • Gravação: Full HD a 30 FPS. 
  • Wi-Fi: 802.11 a/b/g/n/ac.
  • Bluetooth: 5.1.
  • USB: Tipo C 2.0.
  • Bateria: 5.100 mAh. 

Redação EB

Compartilhamos ideias sobre produtos e serviços da forma mais simples pra você! :)

Postagem Anterior Próxima Postagem